domingo, 23 de outubro de 2016

Review Hyperx Fury 1866mhz Cl10 (hx318c10fbk2/8)


Introdução

Em 2014 a fabricante de memória Kingston que é considerada uma das mais conceituadas empresa do ramo de memórias lançou no mercado um novo modelo de memória com o nome hyperx Fury. Prometendo facilitar o overclock, a Fury detecta automaticamente á frequência e latência para entregar o melhor desempenho que o usuário pode ter, dispensando assim, a necessidade de ajustes manuais.


Chegando com capacidades de 4gb e 8gb kit single channel, 8gb e 16 gb kits dual channel com frequência de 1333mhz, 1600mhz e 1866mhz a Fury atende desde o público mais casual até o  mais exigente, com boa performance e estilo.

Obs: Review feito em 06/2014

Principais características

Capacidade de até 8gb em um único modulo.
Totalmente plug and play, faz overclok automático sem a necessidade de ajustes na bios.
Frequência (velocidade) 1333mhz, 1600mhz, 1866mhz
Latência CAS 9-9-9-27 e 10-11-10-30
Tensão 1.5v
Dissipador de calor assimétrico e design elegante. Disponível nas cores preto, azul, vermelha e branca.
Compatível com chipset Intel P55, H67, Z68, Z77 ,Z87 e H61 bem como chipset amd A75, A87, A88, A89, A78 e E35.
100% testados antes de sair da fabrica.
Garantia vitalícia, suporte técnico local gratuito.



Olhando para a HyperX Fury um pouco mais de perto

Como já de costume os módulos de memória vêm em um blister plástico e com um lacre envolvendo-o todo, garantindo assim que não ouve contato direto com o módulo de memória depois de embalado. Vale ressaltar que 100% dos módulos de memória da kingston são testados antes de saírem da fabrica.


Com a embalagem já aberta é possível ter uma noção mais detalhada da HyperX Fury, como o pcb verde que deu lugar ao preto nas novas HyperX Fury.


Em seu dissipador é possível ver estampado em uma das extremidades o logotipo HyperX em alto relevo com um material bastante reluzente e bem trabalhado, o que acaba dando um charme especial a HyperX fury.


Como pode ser visto nessa imagem o dissipador da Fury é low profile, o que é muito útil para quem costuma usar air cooler grande. Mas mesmo sendo low profile ele refrigera muito bem a memória além de ter um design de muito bom gosto.


Nessa imagem já é possível ver a etiqueta de identificação da memória com algumas informações como voltagem de operação, part number e um alerta sobre a perda de garantia caso a etiqueta for removida.


Qual será a historia que o Rex esta contando as Fury?



Plataforma de teste e metodologia

Plataforma de teste
CPU: Core i5 3570k @4800mhz
Mobo: P8Z77-V
Fonte: XFX 650w Core edition
Refrigeração: Corsair H60
Memória: HyperX Fury 1866mhz cl10 (HX318C10FBK2/8)

Metodologia dos testes
Cada teste foi executado três vezes, sendo descartado o melhor e o pior resultado de cada teste. Ficando assim só o que apresentou a melhor media de resultados.

Benchmarks utilizados no review
Aida64 V4.20.2800
Maxmem
Hyper PI 32m
Winrar V5.10 X64 Beta
Memtest Teste de estabilidade



Resultados


Teste de estabilidade

Nada melhor que antes dos testes em benchmarks, começarmos a testar o limite da fury para o dia-a-dia. Utilizando o Memtest vamos testar a estabilidade da Fury em várias frequências e ver até onde é possível chegar.


1866mhz CL10-11-10-30-1T 1.5v
Plugando a memória nos slots, a frequência e as latências são reconhecidas automaticamente sem a necessidade de ajustes, graças a tecnologia plug and play.
Obs: O teste de estabilidade na frequência stock foi feito só para ter certeza de que a memória não tinha nenhum problema.


2133mhz CL10-11-10-30-1T 1.65v
Já aqui foi possível subir a frequência para 2133mhz utilizando as latências padrões, só aumentando a voltagem para 1.65v o que ainda está dentro do padrão para uma memória DDR3.


2400mhz CL11-12-12-30-1t 1.65v
Para chegar á frequência de 2400mhz foi preciso aumentar as latências para passar no teste de estabilidade. Vale lembrar que 2400mhz já é um aumento razoável para uma memória que trabalha originalmente a 1866mhz.


2600mhz CL12-13-13-30-1T 1.65v
Já aqui a 2600mhz foi preciso aumentar ainda mais as latências, o que já começa a prejudicar a performance. Como poderá ser visto nos testes á seguir.



Aida64 V4.20.2800
Resultado em Mb/s, quanto maior melhor.
Como pode ser visto no gráfico a cima, o salto de performance foi proporcional ao aumento de frequência até 2400mhz. Subindo a frequência para 2600mhz, a Fury começou a perder rendimento em cópia e leitura, mesmo estando estável á esta frequência.



Maxxmem
Resultado em Mb/s, quanto maior melhor.
Novamente aqui o salto de performance pode ser visto até a frequência de 2400mhz, com 2600mhz a Fury começa apresentar resultados iguais ou piores que a 2400mhz.



Hyper PI 32M
Resultados em segundos, quanto menor melhor.
No Hyper PI 32m a frequência de 2600mhz apresentou performance inferior a 2400mhz. Provando assim que a frequência ideal para esse kit no dia-a-dia é 2400mhz.



Winrar V5.10 X64 Beta
Quanto maior a pontuação melhor.
E por ultimo o Winrar foi o único teste em que a frequência de 2600mhz se apresentou superior a todas as demais.



Bonus

http://valid.canardpc.com/ek27fy
Como pode ser visto na imagem acima foi possivel validar mais de 2860mhz com certa facilidade, com as latêcias bem relachadas e com voltagem de 1.75v
mas nessa frequência não foi possivel rodar nenhum teste.


Conclusão

A HyperX Fury 1866mhz se comportou muito bem nos teste mesmo com um overclock para 2400mhz o que representa 534mhz sobre a velocidade padrão dela. Nada mal para uma memoria  que roda nativamente a 1866mhz, e que é vendida na faixa de R$ 332,00 (Valor atual na casa dos R$220) em distribuidores oficiais.

O único "contra" da HyperX Fury foi o fato de que em alguns teste rodando a 2600mhz ela apresentou resultado similar ou pior que a 2400mhz. Mas esse problema até a HyperX predator 2400mhz que eu tenho apresentou, talvez pelo fato das altas latências  necessárias para rodar em 2600mhz.



Um agradecimento especial a Kingston brasil por ceder esse exemplar para review.





Nenhum comentário :

Postar um comentário